Imagem sobre a notícia O que visitar em Paris: os pontos turísticos de cada arrondissement.

O que visitar em Paris: os pontos turísticos de cada arrondissement.

2 de junho de 2017

Recentemente me pediram indicações de o que visitar em Paris e quais são os locais que não podemos deixar de ir. Pensei muito antes de fazer a lista, pois queria apresentar de forma prática e ao mesmo tempo detalhada. Decidi apresentar pelos “must sees” de Paris que estão em cada arrondissement.

Mas antes de apresentar a lista, o que são os arrondissements (leia |a-rrõn-di-ssê-mãn|) ?  Paris é dividia em regionais administrativas e cada uma é formada por um ou dois bairros. A divisão dos arrondissements segue um sentido de caracol e o primeiro começa no Louvre, dali seguimos para os outros, até o 20°, contando em sentido horário. Essa divisão é conhecida como escargot, por ter um formato parecido com um caracol, com cabeça e rabo inclusive rsrs.

E cada arrondissement tem o seu monumento, a sua beleza. Inclusive uns são tão próximos dos outros que às vezes não nos damos conta que trocamos de região. Se você atravessar o Louvre e for até a praça da concórdia, você saiu do primeiro e foi pro oitavo. E se for para a Ilha Saint Louis, atrás da Notre-Dame, você sai do primeiro para o quarto.

Por isso que essa lista que apresento para vocês é mais um check list de “lugares que visitei/quero visitar em Paris” do que um roteiro linear. Para um passo a passo, veja os posts sobre Montmartre, Île de la Cité e Rue Mouffetard 😀 .

1° arrondissement:

Onde toda a história da cidade começou. E qual o lugar que trás tudo isso consigo? O Louvre, bien sûr (leia |bi-ãn súRR|)!! Antes de ser o maior palácio europeu já construído, ele era uma fortaleza, construída nos anos 1200 para proteger Paris de ataques e invasões. Então o primeiro da lista tem que ser ele, o museu com mais seguidores e admiradores nas redes sociais.

  • Musée du Louvre
  • Musée de L’Orangerie
  • Jardin de Tuileries
  • Pont Neuf
  • Sainte-Chapelle

A Sainte-Chapelle está na mesma ilha da Notre-Dame, e é a linha invisível que divide o 1° do 4°. Outros lugares que você pode visitar no primeiro arrondissement, são:

  • Confeitaria Angelina (aquela pausa marota para um bom docinho francês)
  • La Comédie Française
  • Le Palais Royal
  • Les Halles
  • Le Théâtre du Châtelet

2° arrondissement:

Arrisco dizer que é o menor de todos em tamanho e o maior em oferta de teatros. É um arrondissement de passagem, que você pode aproveitar para ver algumas curiosidades, ou aproveitar para flannar caso você esteja procurando o que fazer em Paris fora dos roteiros comuns.

  • Estátua de Louis XIV
  • Basílica de Notre-Dame-des-Victoires (entrada gratuita)
  • Cabinet des Médailles (faz parte do complexo da Biblioteca Nacional)
  • Pointe Trigano (arquitetura peculiar!! uma miniatura versão francesa do Rockefeller Center de NY)

No segundo fica também o Palais Brongniart, antigo prédio da bolsa de Paris, mas que hoje é um centro de convenções. Não é aberto ao público mas fica como um fato curioso para caso você passe em frente ao prédio de construção do século XVIII, ou até mesmo se você for participar de um evento très chic à Paris ;D

3° arrondissement:

Enquanto que o 2° tem uma oferta incrível de teatros, no 3° encontramos museus e galerias de arte. Dentre os mais conhecidos estão:

  • Musée des Arts et Métiers
  • Musée National Picasso
  • Musée Carnavalet

metro paris estação arts et metiers

A estação de metrô Arts et Métiers é uma das mais belas de Paris. Já começa ali sua imersão às artes. Os outros museus do 3° são:

  • Musée Cognacq-Jay
  • Museu de Arte e História do Judaísmo
  • Musée de la Poupée (museu das bonecas! Já li que é bem divertido para as crianças)
  • Museu da Caça e da Natureza
  • Arquivos Nacionais

4° arrondissement:

Um dos meus favoritos! Aqui temos o bairro do Marais, rico em história e arquitetura. Dá pra passar um dia inteiro andando por esse bairro e absorvendo o bien vivre de Paris. Para visitar temos:

Este último é o museu de arte moderna. Se você não quiser pagar para ver as exposições, aprecie a arquitetura invertida do prédio e suba pela escada rolante externa, para ter uma vista linda do bairro.

vista de paris do centre george pompidou

5° arrondissement:

Regional administrativa conhecida pelas escolas e universidades, além de um famoso crepe bom, gostoso e barato! Confere a lista:

  • Instituto do Mundo Árabe
  • Sorbonne e Universidade Pierre et Marie Curie
  • Panthéon
  • Rua Mouffetard
  • Grande Mesquita de Paris
  • Jardin des Plantes
  • Museu de História Natural

6° arrondissement:

O Boulevard mais famoso desse arrondissement é o Saint-Germain, que dá origem ao nome do bairro de Saint-Germain-des-Près. Rua de intelectuais e com um café que é o marco da tradição e da literatura francesa. Aprecie sem moderação:

  • Jardins e Palácio de Louxembourg
  • Igreja Saint-Sulpice
  • Café de Flore
  • Institut de France et Monnaie de Paris

7° arrondissement:

Essa região vai além da Torre. Veja a lista de lugares que podemos visitar só nesse bairro:

  • Museu D’Orsay
  • Ponte Alexandre III
  • Musée de L’Arme
  • Tumba de Napoleão I
  • Palais de Bourbon
  • Invalides
  • Museu do Quai Branly
  • Torre Eiffel
  • UNESCO

8° arrondissement:

Com a grande Avenida dos Campos Elísios no centro dessa região, o 8° tem monumentos importantíssimos e fazem parte de vários eventos especiais como o 14 de julho, a chegada do Tour de France, discurso de presidentes, festa de Ano Novo…

  • Praça da Concorde
  • Rua Faubourg St-Honoré (com lojas fantásticas, como a Bloch de artigos de ballet)
  • Praça e Igreja da Madalena
  • Petit et Grand Palais
  • Champs-Élysées
  • Arco do Triunfo
  • Parc Monceau
  • Gare St-Lazare (onde você pega o trem pra ir aos jardins de Monet)

9° arrondissement:

Eu o considero uma das melhores regiões para se hospedar. Com boas linhas de metrô e de ônibus, você consegue fazer conexão rápida e chegar na maior parte dos monumentos em 20 minutos. Não deixe de visitar:

  • Opera de Paris
  • Galerias Lafayette
  • Printemps
  • Uniqlo
  • Café de la Paix
  • Boulevard Haussemann
  • Folies Bergère

Outros pontos que podem ser um plus no seu roteiro são:

  • Musée de la Vie Romantique
  • Casino de Paris
  • Théâtre de Paris
  • Musé Grevin (museu de cera)

10° arrondissement:

Uma região mais afastada, mas ainda assim com suas belezas. Aqui você encontra um dos cenários mais presente em filmes franceses: o canal Saint Martin.

  • Canal Saint Martin
  • Médiathèque François Sagan
  • Le manoir de Paris (casa mal assombrada – uuuhuu)
  • Gare du Nord (saída e chegada dos trens “internacionais”, como Londres, Amsterdam, Bruxelas)

11° arrondissement:

Palco de grandes revoluções e com praças que marcam o espírito do Liberté Égalité Fraternité, o 11° é a região da Bastilha. Aqui você encontra ótimas opções de bares e restaurantes para sair à francesa, mas no sentido literal ;D

  • Praça da Bastilha
  • Mercado de rua – Marché de la Bastille (acontece nas quintas e domingos, e é um dos maiores da cidade!)
  • Teatro Opera da Bastilha
  • Rua Oberkampf (vários bares legais, e nos arredores está a casa de show Bataclan, que nunca iremos esquecer… #noussommesunis)
  • Praça da República (foto abaixo retirada da internet)

12° arrondissement:

Colado no 11°, o 12° compartilha parte da Opera da Bastilha (local de grandes apresentações de ballet e óperas) e é também uma regional que está nos limites leste da cidade.

A Arena Accor é nesta região, assim como a Gare de Lyon, um dos pontos de parada do ônibus da Air France que conecta Paris e o Aeroporto Charles de Gaulle.

  • Teatro Opera da Bastilha
  • Gare de Lyon
  • Cinemateca Francesa
  • Accor Arena (já teve show da Beyoncé, Rhianna, Céline Dion… Veja a programação)

13° arrondissement:

Uma região insólita e afastada das multidões de turismo. Fiquei em um albergue muito bom e adorei a região. É um pouco longe das principais atrações turísticas mas para quem quer conhecer e viver uma Paris diferente, eu recomendo!

Na beira do Sena, na divisa com o 12° tem uma passarela moderníssima que pros amantes da arquitetura é um prato cheio, e conecta a cinemateca com a biblioteca mais arrasadora da cidade (paixão por bibliotecas, a gente vê por aqui).

  • Passarela Simone-de-Beauvoir
  • Biblioteca Nacional François Mitterand
  • Gare d’Austerlitz

14° arrondissement:

Vai parecer meio sombrio os dois primeiros lugares que indicaria visitar nesse bairro, mas quem foi disse que é uma experiência incrível. Deve ser mesmo, pois um dos motivos de eu ainda não ter visitado é a fila monstruosa que fica pra entrar nas Catacumbas.

15° arrondissement:

Pra não dizer que ele não tem nada… dois pontos que são interessantes pra visitar (e é o maior arrondissement da cidade) :

  • Torre de Montparnasse (vista linda da cidade!)
  • Gare de Montparnasse (tem uma mini galeria Lafayette dentro e boas lojas populares)

16° arrondissement:

Bairro mais residencial e très chique. É bem amplo e fora do eixo Torre-Arco do triunfo, o que tem de mais diferente é o Bois de Boulogne que aparece no filme O Código DaVinci e o estádio de Roland Garros.

  • Trocadero
  • Museu do Homem
  • Bateaux Parisian (ponto de saída dos tours da Paris Vision)
  • Palais de Tokyo
  • Livraria do museu de Arte Moderna

17° arrondissement:

Esse aqui infelizmente eu digo: não há lugares para visitar.

 

18° arrondissement:

A região do bairro de Montmartre. Local que ficou muito conhecido depois do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. Já tenho um roteiro de um dia de passeio para você seguir e que foi validado por vários amigos que passar o dia contemplando os seguintes locais:

  • Basílica Sacre Coeur
  • Praça dos Artistas – Place du Tertre
  • Muro dos “Je t’aime”
  • Moulin Rouge
  • Boulevard de Clichy

Veja na galeria a baixo as fotos que tirei no bairro e se inspire para sua próxima viagem <3

19° Arrondissement:

Parente do 17°. Rien de rien.

20° arrondissement:

Esse eu poderia colocar como parte do 11°, mas vou respeitar o “CEP” e endereço do local e colocá-lo aqui:

Além desses pontos turísticos há os palácios, jardins e cidades vizinhas que podem entrar na nossa lista de “preciso conhecer”:

Quer mais dicas sobre o que visitar em Paris? Deixe seu comentário aqui em baixo que vou adorar te ajudar a achar mais peculiaridades sobre a cidade luz.

Bisous,

Dani.

 

Comments

comments

Daniela Santos

Daniela Santos

  1. Carolina Feijó disse:

    Dani estou anotando todas as suas dicas ( e adorando elas) para entender melhor essa cidade que tanto quero voltar…

    1. Que bom Carol!! Fico super feliz <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

Daniela Santos

Daniela Santos

Minha vida já deu muitas voltas, já morei em 3 cidades brasileiras diferentes, já viajei para lugares que nem meus pais dormiram ao saber da aventura. E não quero parar! Compartilho agora com você minhas aventuras, visões e experiências para que esse mundo lindo, cheio de diversidade, que nos transforma em alunos da vida seja fascinante e inspirador para você também.

Leia Mais

Pinterest