Imagem sobre a notícia Angelina em Paris: confeitaria centenária e tradicional da cidade

Angelina em Paris: confeitaria centenária e tradicional da cidade

5 de Abril de 2017

Cidade de grandes chefes, dos bons vinhos e queijos, e dos quitutes. Paris realmente tem de tudo um pouco, da baixa a alta gastronomia. E nada como uma boa confeitaria pra deixar a vida mais doce. Uma das mais tradicionais é a Angelina, pâtisserie situada em Paris desde 1903 e famosa pelos seus doces, chás e chocolates.

Competidora direta da Fouchon, Ladurée e Pierre Hermé, a Angelina tem dois grandes atrativos: o doce Mont-Blac e o chocolate quente. Mas e aí, vale a pena provar? É item indispensável da lista de TE-NHO QUE CO-MERRR ?

Bom, quem já me acompanha há um tempo sabe que meu item indispensável é o éclair. Esse sim tem que ir pra lista dos coma todo dia e doces tradicionais da França. E o L’éclair de génie é o meu favorito de todo o sempre <3.

Passei na boutique Angelina que fica quase na frente da saída lateral do Jardin de Tuileries, na 226 rue de Rivoli, depois de uma longa manhã na presença de Rodin, Manet e Monet, no museu D’Orsay. Estava aquele frio delicioso de dezembro e nada melhor que um bom chocolate quente para recuperar o fôlego e encontrar Da Vinci, De la Croix e tantos outros no Louvre.

O chocolate quente é daqueles cremosos, consistentes, aveludados e para a maioria das pessoas, um pouco pesado. Ele é feito de chocolate amargo de origem africana, derretido e incorporado lentamente para não perder a consistência.

Comparando as bebidas vendidas no Brasil, ele é mais amargo, pesado e forte. Aqui no sul temos boas casas de café colonial e algumas servem bons chocolat chaud (leia |xô-cô-lá * xô|) porém mais adocicados, pois o paladar brasileiro é um tanto quanto mais açucarado que o europeu.

Pensando nisso, se prepare psicologicamente para esta experiência e não vá pedir um se não gosta de chocolate amargo ou se tem dificuldade de digestão para derivados do leite. Se tiver intolerância a lactose, tome umas 3 enzimas, para não passar mal e depois se arrepender dos euros gastos com o chocolat.

Sobre os doces: eu comi um mil folhas ALÉM do chocolate quente. Sério. Foi demais. Exagerei. Ui! O doce em si é delicioso, muito bem feito, super crocante e tals, mas enorme para uma pessoa só comer. Eu odeio jogar comida fora, ainda mais se eu paguei em moeda estrangeira, donc, fui na raça e comi inteiro. Andei umas 3 horas no Louvre, voltei pro hotel e só fui sentir fome quase que 7 horas depois.

Alors, se você quer mesmo tomar o chocolate quente, aproveite as lojas que são dentro de museus (tem no Louvre, Jardin de Louxembourg, Versailles e Invalides) assim você passeia degustando a bebida sem pressa. E sobre os doces: se você não for formiguinha, divida com alguém ou leve pra sua casinha de férias e corte pela metade. Pode ser que você perceba que dá conta, mas melhor poupar uma metadinha deliciosa para outro momento, do que ter que se empanturrar sem apreciar.

Veja na galeria as fotos da boutique do Rivoli (alguns com preço 😀 )
Veja a descrição do site oficial da loja sobre os doces clássicos da pâtisserie: 

Mont-Blanc

O doce que abriu as portas do sucesso para a confeitaria, desde 1903, é feito de merengue, Chantilly e creme de castanha portuguesa.

Choc African

Iguaria feita com brownie, musse de chocolate amargo puro de origem africana e creme de chocolate amargo. Tão aveludado e de sabor intenso quanto o chocolate quente, bebida emblemática da casa.

Paris-New-York

paris new york angelina

Uma brincadeira com o doce Paris-Brest, tradicional pâtisserie francesa feita com amêndoas. A versão homenageia a noz pecã, e é composta por pâte à choux, crème légère (uma versão mais leve do chantilly) com praliné de nozes e um recheio crocante de praliné de nozes.

Millefeuille

mille feuille de vanila angelina paris

Tradicional doce francês feito com massa folhada cuidadosamente trabalhada, recheado de um creme aromatizado com baunilha e uma camada crocante de massa folhada caramelizada.

Saint Honoré

saint honoré angelina paris

Uma base de massa folhada crocante, ornado com pequenas “carolinas/profiteroles” recheados com creme de confeiteiro e delicadamente caramelizados. A montagem é finalizada com creme Chantilly leve.

Deu água na boca né? As imagens realmente são fiéis ao que você irá encontrar por lá. Os preços são salgados, a média é de 7 euros. Então caso você não queira ou não pode gastar tudo isso em sobremesa, procure estes doces nas confeitarias de bairro pois são todos receitas típicas francesas, com algumas adaptações, claro, mas ainda assim você pode se guiar na hora de fazer a lista das comidinhas imperdíveis da França.

Ah !! E as lojas de rua são casas de chá também! Você pode comer um lanche leve, tomar chás de produção própria e super perfumados, sentados em uma mesa rodeada de obras de arte como esta moça do vídeo.

Já provou? Como foi sua experiência? Conta pra gente!! Adoro ouvir as histórias de vocês e trocar dicas =D

Bisous,

Dani

Encontre a Angelina mais próxima de você no mapa abaixo

Mais informações:

Angelina Paris: site oficial

Horários: cada boutique tem um horário diferente, a da Rue de Rivoli funciona de segunda a sexta das 07:30 às 19:00 e sábado e domingo das 08:30 às 19:30.

Comments

comments

Daniela Santos

Daniela Santos

  1. Ofélia Lopes disse:

    Oi Daniela,
    Sou portuguesa, vivi em São Paulo e agora voltei para Portugal (Lisboa) cidade que me viu nascer e que amo . Adoro viajar e já viajei para Paris em férias com meu marido por 4 vezes. Adorei Paris, para mim a bela das belas. Sua arquitetura, cultura e “savoir-vivre” dos franceses é única. Conheço tb muito bem o sul de França, e tenho souvenirs inesquecíveis desse maravilhoso tempo. Mas tem outras cidades que amei: Praga (muito bela) Florença (maravilhosa) Marrakech (exótica e diferente)
    e Londres (cultural e fascinante).

    1. Oi Ofélia!! Que delícia saber que você nos acompanha da saudosa terrinha. Como você disse, o savoir-vivre é uma das heranças mais belas que os franceses têm. Conheço Florença e Londres, são fantásticas mesmo, mas na minha lista já está Praga e Marrakech, esta última não consigo nem imaginar como deve ser, cada canto deve trazer uma surpresa. Gros bisous et à bientôt!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

Daniela Santos

Daniela Santos

Minha vida já deu muitas voltas, já morei em 3 cidades brasileiras diferentes, já viajei para lugares que nem meus pais dormiram ao saber da aventura. E não quero parar! Compartilho agora com você minhas aventuras, visões e experiências para que esse mundo lindo, cheio de diversidade, que nos transforma em alunos da vida seja fascinante e inspirador para você também.

Leia Mais

Pinterest