Imagem sobre a notícia Pão de fermentação natural – o verdadeiro pão francês

Pão de fermentação natural – o verdadeiro pão francês

29 de agosto de 2016

Você já se perguntou por que chamamos o nosso pão de cada dia, branquinho, fofinho, que cabe na palma da mão, de pão francês? Só tenho uma coisa pra te contar: de francês ele não tem nada!

Lendo por aí, parece que o pão nosso de cada dia surgiu na tentativa de fazer um pão que visualmente lembrasse um outro vendido pelas ruas de Paris, mas 100% elaborado no Brasil, lá pelos anos de 1914.

Na França os pães das boulangeries traditionnelles não são fofinhos nem macios, e muito menos têm um miolo que se amassar vira massinha de modelar (ou um perfeito catador de farelo de pão – #quemnunca!). A cultura das boulangeries é de sempre ter um pão que produza um som como se você estivesse batendo numa madeira oca. Quanto mais “surdo” for o som melhor é o pão. Parece coisa de louco, mas eles levam muito a sério a arte da padaria, tanto que tem gente especializada em descobrir o pão perfeito, através do cheiro (influenciado pelo fermento), da cor e pelo crocante que o pão produz ao ser mastigado com uma boa dose de manteiga levemente salgada. Veja aqui neste vídeo, no minuto 2, um exemplo disso.

Toda vez que estive na França eu me surpreendia com a frequência do consumo de pão no país. Nesta última viagem, eu tinha meia baguette no café da manhã todo santo dia, e aprendi a apreciar e comer um pão com casca dura e grossa, com um miolo todo aerado e bem formado. No início me perguntava como isso seria possível? Como eu manteria meu peso e também minha saúde comendo tanto pão assim no café da manhã, no almoço e, às vezes, até no jantar?

Perguntando nas padarias locais entendi o porquê do alto consumo: o pão de boulangerie, daquela tradicional, com receita que passou por gerações, é feito com o tal do Levain e usa a técnica da fermentação natural. Traduzindo: eles usam um fermento vivo, que é recultivado a cada vez que você tira uma porção para uso. Este fermento, que contém bactérias e leveduras boas para a nossa saúde, são responsáveis por uma mudança drástica no pãozinho: ele deixa de ser vilão e passa para a categoria de herói.

Como a massa deve descansar por mais de 12 horas, o Levain consegue trabalhar, ou seja, ele começa a digerir o pão! Para crescer ele precisa de açúcar, logo o pain au levain tem uma taxa de açúcar bem menor, além de ter o glúten pré-digerido pelo fermento natural e há liberação de vitaminas e minerais, que ficam mais fáceis de serem absorvidas pelo nosso corpo. Muitas vantagens!

O sabor dele também é muito diferente. Quando ele sai do forninho ou da torradeira você perfuma a casa com o verdadeiro cheiro de pão!

“Mas e aí, aqui no Brasil, em Curitiba, vou ter que ficar imaginando esse sabor incrível que você está contando?”Pas du tout! Você encontra alguns lugares por aqui que foram influenciados por essa produção antiga e tradicional, que tem como um dos principais divulgadores o francês Eric Kayser.

A Maçã Padaria Artesanal Brasileira tem esse princípio. A equipe abraça o ideal do slow food, da comida orgânica e do pão feito para alimentar e nutrir. Se você chegar na hora da fornada, vai sentir o melhor cheiro de pão quentinho da cidade.

Os pães são todos de fermentação natural e o padeiro é muito criativo. Você vai poder comprar o pão de forma “simples” (entre aspas, porquê de simples ele não tem nada rs) e os pães com sementes, grãos ou recheios. Lá você também encontrará sanduíches feitos no dia recheados com muito sabor, tortas, bolos, cookies… Dá uma olhada na galeria e anota o que você vai comer quando você for por lá =D

Eu sou apoiadora de locais que divulgam uma alimentação focada na realidade, no que a natureza produz, sem muitas frescuras, mas com criatividade; onde o simples e a vontade de transformar em belo transformam uma simples maçã em tortinha deliciosa. Esse o verdadeiro sentido de nutrir: nutri a alma e o corpo.

Comments

comments

Daniela Santos

Daniela Santos

  1. Nick disse:

    Sensacional o post! Parabéns!!

    1. Muuuuito obrigada Nick !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

Daniela Santos

Daniela Santos

Minha vida já deu muitas voltas, já morei em 3 cidades brasileiras diferentes, já viajei para lugares que nem meus pais dormiram ao saber da aventura. E não quero parar! Compartilho agora com você minhas aventuras, visões e experiências para que esse mundo lindo, cheio de diversidade, que nos transforma em alunos da vida seja fascinante e inspirador para você também.

Leia Mais

Pinterest